segunda-feira, 21 de março de 2011

Dimensionamento de Enfermagem


CLASSIFICAÇÃO DE PACIENTES SEGUNDO A METODOLOGIA  “FUGULIN”
Instrumento de classificação de pacientes de Fugulin, complementando com áreas de cuidado para avaliação de admitidos em unidades de internação , São Paulo , USP,2006.
Instrumento utilizado para pontuar o tempo e gravidade de cuidados que serão utilizados pela a enfermagem.
Graduação da complexidade assistencial
Área de cuidado
4
3
2
1
Estado mental
Inconsciente
Períodos de inconsciência
Períodos de desorientação no tempo e no espaço
Orientação no tempo e no espaço
Oxigenação
Ventilação mecânica(uso de ventilador a pressão ou volume)
Uso contínuo de máscara ou cateter de oxigênio
Uso intermitente de máscara ou cateter de oxigênio
Não depende de oxigênio
Sinais vitais
Controle de intervalos menores a duas horas
Controle em  intervalos de 4 horas
Controle em intervalos de 6 horas
Controle de rotinas 8 horas
Motilidade
Incapaz de movimentar qualquer semento corporal .dificuldade para movimentar segmentos corporais.
Dificuldade para movimentar segmentos corporais. Mudança de decúbitos e movimentação passiva auxiliada pela enfermagem
Limitação de movimentos .Porém movimenta sem auxílio .
Movimenta todos os segmentos corporais .
Deambulação
Restrito no leito
Locomoção através de cadeira de rodas
Necessita de auxílio para deambular
Ambulante
Alimentação
Através de cateter central
Através de sonda nasogástrica
Via oral com auxílio
Auto suficiente
Cuidado corporal
Banho no leito, higiene oral , realizada pela enfermagem
Banho de chuveiro , higiene oral realizada pela  enfermagem
Auxílio no banho de chuveiro e/ou higiene oral .
Auto suficiente
Eliminação
Evacuação no leito e uso de sonda vesical para controle da diurese .
Uso de comadre ou eliminações no leito .
Uso de vaso sanitário com auxílio .
Auto suficiente.
Terapêutica
Uso de drogas vaso ativas para manutenção de PA.
E.V contínuo ou através de sonda nasogástrica .
E.V. intermitente
IM. Ou VO.
Integridade cutaneomucosa /comprometimento tecidual
Presença de solução de continuidade da pele com destruição da derme, epiderme, músculos e comprometimento das demais estruturas de suporte como tendões e cápsulas . Eviscerações.
Presença de solução dle continuidade da pele, envolvendo tecido subcutâneo e músculo. Incisão cirúrgica. Ostomias. Drenos.
Presença de alteração da cor da pele (equimose, hiperemia) e/ou presença de solução de continuidade da pele envolvendo a epiderme a  derme ou ambas.
Pele íntegra.
Curativo
Curativo realizado 3 vezes ao dia ou mais, pela equipe de enfermagem
Curativo realizado 2 vezes ao dia , pela enfermagem .
Curativo realizado 1 vez ao dia pela enfermagem
Sem curativo ou limpeza da ferida /incisão cirúrgica , realizada pelo paciente durante o banho .
Tempo realizado na realização de curativos
Superior a 30 minutos
Entre 15 e 30 minutos
Entre 5 e 15 minutos
Sem curativo ou limpeza da ferida realizada durante o banho .
Sistema de classificação de pacientes ....
Santos, F,Rogesnsk NMB, Batista CMC, Fugulin FMT.2007 setembro-outubro
Categoria de cuidado pontuação
Cuidado intensivo
Acima de 34
Cuidado semi-intensivo
29-34
Cuidado alta dependência
23-28
Cuidado intermediário
18-22
Cuidado mínimo
12-17


Exemplo de taxa de ocupação de unidades de internações fictícias

Janeiro 2011
Setor
Leitos
Pacientes dia
taxa
Setor A
17
308
60,39%
Setor B
32
691
71,98%
Setor C
20
284
47,33%
Setor D
10
262
87,33%


Demos levar em consideração leitos desativados, por manutenção , falta de equipamento etc.
Exemplo de como podemos contar  paciente dia:
Através de censo , registrado em horário pré- fixado, exemplo: as 24 horas seria o ideal , ou outro horário qualquer, existe programas softwer , que colhem esta informação , apenas com entrada de dados fiel.


Data/mês
Admissão
Óbito
Transferência
Alta
Evasão

leitos
Sub-Total
1
5
1
0
0
0
5
4
2
4
0
1
2
0
5
1
3
6
1
0
2
0
5
3
4
5
0
1
0
1
4
3
Total
20
2
2
4
1
19
11

Utilizando a fórmula usada de Fugulin para o cálculo de pessoal usa-se a fórmula:
QP= número de leitos (% de ocupação X Hs de enf. X dias semana
Jornada semanal de trabalho

Para utilizar a fórmula vamos da um exemplo de como aplica-la para esclarecer o raciocínio apresentado :


Usando a fórmula da Resolução 293/2004
Nº de pessoal = coeficiente de Marinho (KM )X total de horas de enfermagem (THE)


90% de 16 leitos = 14 total de cuidados intermediários   regra de três 16leitos----100%
90% de 8 leitos = 7 total de cuidados mínimos                                           X     -------90%   =14 leitos
THE= 7X3,8 +14 X5,6                                 8leitos-----100%
THE=26,6+78,4=105                                        X   ----90%      =7 leitos
Nº de pessoal  =2,2236X105= 23,47 profissionais de enfermagem



Usando a fórmula de Fugulin
Nº de pessoal = número de leitos (% de ocupação ) X Hs. De enf, X dias da semana
Jornada semanal de trabalho

Nº de leitos = 90% de 16 leitos        ----- 14 total de cuidados intermediários
                          90% de 8 leitos         ----- 7 leitos

Nº de pessoal = 14 L X 5,6 +7 L X 7 dias da semana = 20.42
                                                36 horas

Nº de pessoal= 78,40 +26,60 X7 = 735= 20.42
                                     36 hs                36

Nº de pessoal acrescido de 15% de índice de segurança técnica (IST) / resolução COFEN Nº293/2004

Nº de pessoal = 20.43 = 3 = 23 profissionais de enfermagem

A resolução do COFEN 293/2004 esclarece a fundamentação dos cálculos e fórmulas recomendadas no anexos I,II,III e IV disponíveis no site www.portalcofen.gov.br

“ART. 4º - Para efeito de cálculo , devem ser consideradas como horas de Enfermagem , por leito , nas horas;
·         3,8 horas de Enfermagem , por cliente, na assistência mínima ou autocuidado;
·         5,6  horas de Enfermagem , por cliente, na assistência intermediária;
·         9,4 horas de Enfermagem , por cliente , na ssistência semi-intensiva ;
·         17,9 horas de Enfermagem , por cliente , na ssistência intensiva .”
Utilizando o coeficiente de Marinho a fórmula para  o cálculo de pessoal é:




Coeficiente de Marinho :
QP= KM X total de horas de Enfermagem (THE).
Utilizando o Coeficiente de Marinho a fórmula para o cálculo de pessoal para  Unidades HOSPITALARES é:

QP=  Constante de Marinho (KM) X Total de Horas de Enfermagem(THE)
QP= KMxTHE
KM Constante de Marinho
KM(20h JST) = 0,4025
KM(30h JST) = 0,2683
KM(36h JST) = 0,2236
KM(40h JST) = 0,2012
KM(44h JST) = 0,1829


THE = Total de Horas de Enfermagem de acordo com o Sistema de Classificação de Pacientes ( SCP) que é o nº de leitos ocupados multiplicado pelo score do  (SCP)
(Cuidados Mínimos 3.8h / cuidados Intermediários 5.6h / Semi Intensivos 9.4h ou Intensivos 17.9h)  nas 24 horas do dia.


Fonte : Conselho Federal de enfermagem
Tese de mestrado Fuglulin USP

Nenhum comentário:

Postar um comentário